header top bar

section content

Campanhas que entraram para a história do futebol inglês

A Premier League teve algumas campanhas memoráveis nos últimos anos. Vamos lembrar delas?

Por Diário do Sertão

23/09/2020 às 16h14 • atualizado em 24/09/2020 às 12h10

O Campeonato Inglês tomou o lugar do italiano há alguns anos como o principal torneio nacional de futebol do mundo. É lá que estão a maioria das estrelas, os técnicos mais admirados e alguns dos times mais poderosos do mundo tanto financeira quanto tecnicamente.

Às vezes, mesmo dentro de um campeonato já grandioso e de altíssimo nível, um time desponta como algo realmente especial e entra para a história, e é isso que veremos, pois são times como esses que, entre outras coisas, garantem as melhores apostas. Vamos entender como isso influencia esporte bet Brasil e quais são esses grandes nomes.

Arsenal, temporada 2003-04

Hoje um pouco em baixa, o Arsenal já foi um dos times que entrava em todo campeonato como candidato a título.

O auge dos Gunners veio no começo dos anos 2000, quando formou um time tão incrível, com nomes como Bergkamp, Thierry Henry e outros, que o técnico Arsène Wenger afirmou que não duvidava que o clube acabasse a temporada sem perder um único jogo.

Tendo falado brincando ou não, o lendário treinador francês acertou em cheio, ao menos no Campeonato Inglês. O Arsenal encerrou a temporada 2003-04 campeão com um total de 26 vitórias, 12 empates e nenhuma derrota, um feito nunca repetido na história moderna do campeonato.

Liverpool, temporada 2019-20

Quando o Liverpool perdeu o posto de maior campeão da Inglaterra para seu arquirrival Manchester United, em 2011, o gosto na boca dos torcedores era extremamente amargo e as coisas não poderiam estar piores.

Menos de uma década depois, os Reds só têm motivos para sorrir, após fazerem campanha espetacular na campanha 2019-20 e se sagrarem campeões depois de 30 longos anos. Foram anos difíceis para o Liverpool, que havia deixado de ser um multicampeão para um time que diversas vezes ficava de fora da Liga dos Campeões.

Chegou Jürgen Klopp, porém, e refez o time, transformando-o numa máquina de fazer gols e vencer. Primeiro, uma final de Champions perdida para o Real Madrid, em 2018; no ano seguinte, a vitória na mesma competição.

Em 2019-20, porém, é que acabou o jejum, e o Liverpool se sagrou campeão inglês com campanha irrepreensível, com 32 vitórias e um time que entraria para a história com nomes como Alisson, Salah, Firmino, Henderson, Mané e tantos outros.

Manchester City, temporada 2017-18

Tendo se tornado relevante no cenário inglês e europeu na metade da década de 2000, o Manchester City não precisou de muitos anos para transformar investimento financeiro em qualidade de elenco e competitividade na Inglaterra e na Europa.

De um time obscuro do meio da tabela (e que frequentava até a segunda divisão), com dois títulos em décadas longínquas, o City se tornou uma potência, vencendo quatro vezes a Premier League só na década de 2010, sendo que nenhuma temporada foi melhor do que a 2017-18.

Comandado por Pep Guardiola, os Citizens daquela temporada se tornaram referência de futebol ofensivo, jogado pra frente e sem medo de fazer gols sem parar. O que se viu, no fim, foi um time quebrador de recordes, entre os quais vale citar os seguintes: maior número de vitórias (32), maior pontuação da história (100), mais vitórias fora de casa (16) e maior saldo de gols (+79), para ficar no básico.

Leicester City, temporada 2015-16

Falar sobre temporadas fantásticas na Premier League sem falar sobre a 2015-16 seria um sacrilégio, pois foi aqui que – atenção, apostadores! – saiu a maior zebra de todos os tempos e que enriqueceu quem resolveu apostar: o Leicester.

Pense: um time que estava jogando a terceira divisão poucos anos antes, em 2009, se sagrar campeão da elite da competição nacional mais difícil do mundo apenas sete anos depois – quais as chances? Pois é. Muita gente não acreditava, mas quem acreditou faturou coisa de 5.000x mais, sem exageros.

O time do Leicester não goleava como o Manchester City, não pressionava como o Liverpool, não era invencível como o Arsenal, mas ganhou mesmo assim. Como, você pergunta? Jogando futebol coletivo, acreditando mais no trabalho duro do que no talento. Tanto é que, embora talentos individuais indiscutíveis que foram descobertos ali – notadamente Kanté, Mahrez e Vardy – quem ganhou o campeonato foi o time e a filosofia do técnico Claudio Ranieri.

DECISÃO

VÍDEO: Justiça Eleitoral indefere todos os registros de candidaturas do Cidadania em Nova Olinda

SABATINA

VÍDEO: Candidato de Ipaumirim-CE promete melhoraria na limpeza pública e novo aterro sanitário

BATALHA

VÍDEO: Vigilante cearense relata momentos traumáticos quando pegou Covid-19 e faz alerta à população

RECURSO

VÍDEO: TRE mantém indeferimento, mas prefeito de Cachoeira dos Índios sustenta candidatura

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!