header top bar

section content

Ex-presidente do Barcelona quer Neymar novamente na Catalunha

Rosell diz que brasileiro é o 2º melhor do mundo, atrás só de Messi

Por Agência Brasil

29/05/2020 às 18h20 • atualizado em 29/05/2020 às 18h24

Neymar em treino deste sábado no Paris Saint-Germain (Foto: Charles Platiau/Reuters)

Messi, Cristiano Ronaldo ou Neymar? Quem é o melhor jogador do mundo? Para o ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell, a resposta é Messi. Logo em seguida, vem o craque brasileiro. Em entrevista ao programa El Partidazo, da rádio espanhola Cope Madrid, Rosell afirma que, se fosse o atual mandatário do clube catalão, tentaria “repatriar” Neymar.

“Se eu fosse o presidente do Barcelona tentaria contratá-lo. Eu gosto muito dele, pra mim é o melhor jogador do mundo depois de Messi. Acho que é um jogador que encaixa perfeitamente com a filosofia do clube.

Neymar vem ganhando destaque nas páginas da imprensa europeia por, supostamente, ter negado a proposta de redução de seu salário. Isto poderia ser uma forma de pressionar o PSG a iniciar uma nova negociação com brasileiro para que ele possa retornar à Catalunha.

Apesar do encanto por tudo que o brasileiro faz dentro de campo, Sandro Rosell admitiu que faria um acordo especial com Neymar.

“Agora, com experiência, contrataria, mas com dois contratos:  um esportivo e outro de comportamento”.

Sandro Rosell foi presidente do Barcelona entre os anos de 2010 e 2014. Ele renunciou ao cargo em janeiro de 2014, justamente após ter sido acusado de fraude fiscal na contratação de Neymar. Rosell foi inocentado depois de acordo com a Justiça para que o clube catalão assumisse a pena como pessoa jurídica.

Em maio de 2017, Sandro Rosell foi detido acusado de lavagem de dinheiro em venda de direitos televisivos da Seleção Brasileira. Na ocasião, ele era presidente da Alianto Marketing, antes de assumir a direção do Barcelona. Rosell passou 645 dias em prisão preventiva até ser absolvido em abril de 2019.

Sandro Rosell lançou o livro “Um forte abraço: seiscentos e quarenta e cinco dias e noites”, relatando seu período na prisão. Em entrevista rádio Cope Madrid, perguntado se todos deveriam passar por uma experiência na prisão, o ex-presidente do Barcelona respondeu.

“Sobretudo quem manda as pessoas à prisão. Assim se dariam conta de que, às vezes, antes de tomar esta decisão, tem que se pensar muito. Apesar de ser uma experiência vital e que você se descobre e se redescobre, inclusive em sua parte espiritual que você não conhecia, tem experiências que não teria se não estivesse na prisão, é um lugar ruim. Não se pode definir que seja um lugar bom, não é verdade. Quando te privam de sua liberdade, é ruim. Ninguém pode dizer que é um lugar bom, isto é impossível”.

No âmbito esportivo, além de falar sobre Neymar, Rosell afirmou que não pagaria 111 milhões de euros por Lautaro Martínez e, se fosse presidente do Barcelona, tentaria fazer uma troca por dois jogadores do time catalão.

PANDEMIA DO CORONAVÍRUS

VÍDEO: Dra. Paula faz apelo à população: ‘’saia de casa apenas para os casos de extrema necessidade’’

TAXA ELEVADA

VÍDEO: Cajazeiras está com 82% dos leitos de UTI ocupados, e casos de Covid-19 seguem aumentando

SEGUE A 'NOVELA'

VÍDEO: Prefeito de Cajazeiras aciona Justiça para não pagar auxílio a mototaxistas e outras categorias

MAIS IMUNIDADE

VÍDEO: Médico explica a importância das vitaminas C e D na ‘guerra’ contra o novo coronavírus

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!