header top bar

section content

VÍDEO: Atlético de Cajazeiras cede empate para o Campinense em casa, mas sobe uma posição no seu grupo

No primeiro desafio após a demissão do técnico Índio, o Trovão Azul não conseguiu espantar a má fase. Diante da sua torcida, apenas empatou com a Raposa

Por Jocivan Pinheiro

09/02/2018 às 01h06

No primeiro desafio após a demissão do técnico Índio Ferreira, o Atlético de Cajazeiras não conseguiu espantar a má fase. Pela 7ª rodada do Campeonato Paraibano, em casa, diante da sua torcida no estádio Perpetão, o Trovão Azul do Sertão não perdeu, mas também não foi dessa vez que conseguiu fazer as pazes com a vitória.

VEJA MAIS NOTÍCIAS DO CAMPEONATO PARAIBANO

Aos 38 minutos do 2º tempo (dez minutos depois de ter aberto o placar), o Trovão cedeu o empate para o Campinense quando estava melhor na partida. Apesar de não ter sido derrotado, dá para dizer que a história das outras partidas se repetiu: a equipe sertaneja cria boas chances, mas não consegue convertê-las em gols e acaba não levando a vitória. Final: Atlético 1 x 1 Campinense.

Jogo bom só no 2º tempo

Atlético e Campinense fizeram uma partida de dois tempos completamente distintos. A primeira etapa é para se esquecer. Jogo burocrático e por pouco não terminou sem lances de perigo. Para se ter uma ideia, o primeiro chute a gol só saiu aos 24 minutos, e foi o Trovão Azul quem arriscou com Mosquito, que recebeu na entrada da área, passou por Rafael Jensen e bateu para grande defesa do goleiro Jeferson.

Já na etapa complementar o Atlético fez duas alterações e o jogo mudou completamente de ritmo. O primeiro chute a gol já saiu no primeiro minuto, com Jorge Mauá. Daí em diante o Atlético melhorou bastante e passou a levar perigo à defesa do Campinense. O rubro-negro, por sua vez, pouco ameaçava nos contra-ataques.

Percebendo a melhora no comportamento da equipe, a torcida atleticana se empolgou e começou a empurrar o Trovão. O gol parecia cada vez mais maduro, até que saiu aos 28 minutos, quando Cleitinho meteu linda bola pelo meio da zaga para Jorge Mauá, que invadiu a pequena área, fuzilou no travessão e na sobra Jó Boy, que havia entrado no intervalo, completou de cabeça para o fundo das redes do time de Campina Grande.

Trovão reduziu o ímpeto e Raposa aproveitou

Quando se pensava que a pressão ia continuar e o Atlético tentaria ampliar o placar, a equipe sertaneja diminuiu o ímpeto e fez o Campinense crescer na partida. O empate só demorou dez minutos para acontecer. O goleiro do Trovão, Jefferson, já havia feito uma linda defesa na cabeçada à queima-roupa do zagueiro William Goiano após cobrança de escanteio, mas no lance seguinte, quando os dois voltaram a ficar frente a frente, foi o jogador do Campinense quem levou a melhor. Alex Murici bateu falta para Thiago Potiguar, que cruzou na medida para o zagueirão testar para mais uma grande defesa de Jefferson. Só que no rebote o próprio William Goiano completou de pé esquerdo, empatando o jogo. E ficou nisso.

Subiu uma posição

Apesar de o empate ter sido um resultado considerado ruim, com o ponto conquistado o Atlético somou 7 e subiu da 4ª para a 3ª posição no Grupo B, já que o Serrano perdeu para o Sousa por 2 a 0 e a Desportiva apenas empatou em 0 a 0 com o Auto Esporte. O Campinense, por sua vez, segue na liderança do Grupo A com 16 pontos.

Agenda

Após a pausa de carnaval, o Atlético recebe o Sousa no Perpetão, dia 18 (domingo), e o Campinense enfrenta o CSP, mais uma vez fora de casa, no mesmo dia.

DIÁRIO ESPORTIVO

TOTALMENTE RENOVADO

VÍDEO: Com mais elegância e tecnologia, novo carro da Wolkswagen é lançado com festa em Cajazeiras

ENTREVISTA

VÍDEO: João Azevêdo garante que tem planos para fortalecer produção de leite e área da saúde em Pombal

ALÍVIO

VÍDEO: Para vice-presidente do SINDIÁGUA, eleição de João Azevêdo afasta risco de privatização da Cagepa

FASE DE 'ÓCIO'

VÍDEO: Aposentado, jornalista da PB cita ex-colegas da imprensa que ele admira e diz se pretende voltar