header top bar

string(16) "diario-esportivo"

section content

Alô, 2019! Quem está nos planos, dá adeus ou perdeu espaço no atual elenco do Flamengo

Em clima de fim de festa, atual vice-campeão brasileiro ainda aguarda eleição para decisões importantes. Mas grupo de jogadores passará por reformulação; veja o cenário

Por GE

30/11/2018 às 08h33 • atualizado em 30/11/2018 às 08h34

Vitinho, Éverton Ribeiro e Cuéllar estão nos planos do Flamengo (Foto: GloboEsporte.com)

O futebol do Flamengo já está em clima de fim de festa. O resultado na partida que encerra a temporada do time, sábado, contra o Atlético-PR, não mudará a segunda colocação do time no Campeonato Brasileiro. Apesar da grande expectativa depositada, o ciclo será fechado sem a conquista de títulos em 2018.

Por mais que boa parte das decisões do futebol ainda aguardem as eleições do clube, dia 8 de dezembro, o cenário para o elenco já é desenhado de acordo com o que foi construído nos treinos e jogos nos últimos meses. Além disso, as chapas concorrentes (situação e oposição) enxergam com bons olhos uma reformulação no grupo.

O mercado ainda irá aquecer coma abertura das janelas. Com chegada de propostas e um Flamengo que pretende se reforçar.

NOS PLANOS
César – Em alta, ganhou a posição de Diego Alves e tem contrato até o fim de 2022.

Gabriel Batista – Promessa da base, deu conta do recado quando necessário no Carioca e tem mais três anos de contrato. Será o terceiro goleiro em 2019.

Réver – Outro jogador que entra no último ano de contrato. É o capitão da equipe, mas convive com questionamentos recentes. Com salário alto e idade avançada, a tendência é de que cumpra o período, mas a titularidade dos últimos três anos está em xeque. O Flamengo vai ao mercado para posição.

Léo Duarte – Termina o ano em alta e como titular absoluto da defesa. Tem mais três anos de contrato e a expectativa é de que componha a zaga rubro-negra ao lado de um reforço que chegue para ser indiscutível. Está valorizado após 2018, mas o Flamengo não escutará propostas abaixo de cerca de 10 milhões de euros.

Juan – Completará o processo de recuperação de lesão no tendão e encarrará a carreira após o Estadual, em abril. Seguirá no clube com cargo no departamento de futebol.

Thuler – Tem mais três anos e meio de contrato. Jovem, deu conta do recado quando necessário em 2018. Segue como opção no setor.

Rhodolfo – Situção similar à de Réver: entra no último ano de contrato sem a condição de titular. Sofreu com muitas lesões em 2018, o que reforça a necessidade do clube ir ao mercado.

Renê – Apesar das críticas, foi um dos jogadores mais regulares da temporada, quem mais entrou em campo e firmou-se como peça importante no elenco. Tem mais dois anos de contrato. A lateral direita preocupa mais do que a esquerda no Flamengo.

Cuéllar – Xodó da torcida e titular absoluto na cabeça da área. Renovou o contrato até o fim de 2022 e tem lugar cativo no meio-campo rubro-negro. Só sai se chegar uma proposta muito alta para o clube.

Piris da Motta – Investimento de mais de R$ 10 milhões e praticamente não foi visto em campo. Discreto, deixou até mesmo de ser relacionado por Dorival Júnior. Tem mais três anos de contrato, mas o futuro ficará nas mãos do novo técnico. Tendência é que seja reserva de Cuellar. Não é uma posição que o Flamengo tenha urgência no mercado.

Jean Lucas – Bom primeiro ano no time profissional, apesar das oscilações. Aproveitou as chances no Carioca, teve destaque no primeiro semestre, mas caiu após partida contra o Cruzeiro na Libertadores. Foi recuperado por Dorival e compõe bem o elenco. Tem mais três anos de contrato.

Éverton Ribeiro – Um dos melhores do time na temporada, tem mais três anos de contrato, dono da camisa 7 e ninguém tasca. Será titular em 2019.

Vitinho – Maior contratação da história do clube, que acredita no fim das oscilações com uma pré-temporada completa. É uma das grandes apostas do Flamengo para 2019.

Berrío – Outro que virou xodó da torcida pelas boas atuações na reta final de 2018. Salvou um ano que parecia perdido por grave lesão no joelho (em outubro de 2017) e está nos planos para 2019.

Uribe – Aposta no meio da temporada, demorou para engrenar, mas foi um dos destaques na arrancada com Dorival Júnior. Se não será o 9 indiscutível para o próximo ano, mostrou que será útil. Tem mais três anos de contrato.

Lincoln – Teve um ano de amadurecimento entre os profissionais. Ainda é muito jovem, 17 anos, e perderá a pré-temporada com a seleção sub-20. É uma das grandes apostas das categorias de base do clube. Segue prestigiado.

SITUAÇÃO INDEFINIDA

Diego Alves, Willian Arão e Rodinei (Foto: globoesporte)

Diego Alves – O problema ficará para solução do novo presidente. Tem mais dois anos de contrato, que não será rescindido. Ou pacifica com a nova diretoria e é reintegrado ao grupo ou fica como opção de mercado.

Pará – Chega ao último ano de contrato como titular da equipe, mas longe de ser unanimidade. Há uma percepção de que os quatro anos de clube foram suficientes e deve seguir outros rumos. O Flamengo buscará lateral-direito no mercado. Só fica se for pedido do treinador.

Rodinei – Situação semelhante à de Pará, mas com um “problema” de ter tido o contrato renovado recentemente. Com vínculo até 2022, é uma opção para reserva na posição, mas o clube não fará força para segurá-lo em caso de proposta.

Willian Arão – Tem mais um ano de contrato e boas possibilidades de mercado. Só fica se for por exigência do novo treinador. Terminou o ano como titular e fazendo boas partidas, mas oscilou muito e está desgastado com o torcedor. É a chance de o Flamengo lucrar ou usá-lo como moeda de troca.

Diego – Com seis meses para o fim do contrato, é mais um “problema” que ficará na conta da nova gestão. Uma renovação longa e pelos termos atuais está fora de cogitação. A situação é similar à que passou Paolo Guerrero. Só fica por uma renovação curta e com reajuste, mas é um nome que movimenta o mercado. Recentemente, falou sobre seu caso e não garantiu que fica até o fim do vínculo (julho de 2019).

Henrique Dourado – Tem mais três anos de contrato, mas o Flamengo não colocará resistência caso recebe proposta pelo centroavante. Artilheiro do clube na temporada em números absolutos com 13 gols (um em amistoso), não justificou o alto investimento, que o Rubro-Negro tentará reaver no mercado.

SEM ESPAÇO

Thiago, Trauco e Rômulo perderam espaço no Flamengo (Foto: globoesporte)/

Thiago – Após ter sido titular durante alguns meses em 2017, não jogou uma partida sequer em 2018 e dificilmente será aproveitado. Tem contrato até 2020.

Klebinho – Estourou idade do Sub-20 e tem mais dois anos de contrato. Com as situações de Pará e Rodinei indefinidas e o Flamengo em busca de nome para posição no mercado, fica em aguardo para ver se terá ou não a esperada oportunidade.

Trauco – Perdeu a disputa com Renê por posição e jogou pouquíssimo. Segue com o prestígio inabalado em seu país e estará disponível no mercado, a não ser que o novo treinador exija sua permanência. Tem mais três anos de contrato.

Rômulo – Mesmo panorama de Trauco, com a diferença de que tem um ano a menos de contrato: se encerra em 2020. Em 2018, seguiu sem desempenhar um bom futebol e sua permanência se dará muito mais por ausência de propostas no nível salarial do que por desejo do Flamengo. Está no mercado.

Ronaldo – Peça nula ao longo da temporada. Participou apenas dos primeiros jogos, quando o clube escalou time alternativo no Carioca, e depois passou a maior parte do ano sem sequer ser relacionado. Também chegou a passar por uma cirurgia. Tem mais dois anos de contrato e seguirá a vida em outro clube.

Matheus Sávio – Não foi por falta de oportunidades que não brilhou com a camisa do Flamengo. Aproveitado por Barbieri ao voltar de empréstimo do Estoril, não teve sequência e é mais um disponível para buscar espaço fora do Ninho. Tem mais dois anos de contrato e tendência é que busque novo empréstimo.

DE SAÍDA

Paquetá, Marlos e Geuvânio estão de malas prontas(Foto: globoesporte)

Marlos Moreno – Indicação de Reinaldo Rueda, melhorou a imagem na reta final do ano. Fez boas atuações, fez um gol depois de longo jejum, mas não fez o suficiente para ter o contrato renovado. Seu futuro fica a cargo do Manchester City.

Geuvânio – Um dos salários mais altos do elenco e quase nenhum retorno dentro de campo. Uma das grandes decepções da gestão Bandeira. Empréstimo se encerra e terá o futuro definido pelo Tianjin Quanjian.

Lucas Paquetá – Mais um que está de malas prontas. Aos 21 anos, o jogador foi negociado com o Milan por 35 milhões de euros. Cria da base rubro-negra, ele foi um dos destaques da equipe na temporada, quase sempre entre os titulares. Não por acaso, chegou a ser convocado pelo técnico Tite. Se muda para a Itália em janeiro.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/alo-2019-quem-esta-nos-planos-da-adeus-ou-perdeu-espaco-no-atual-elenco-do-flamengo.ghtml

Tags:
VÍDEO

Músico dá show no Acústico Diário e anuncia novo CD de trabalho; ele contou sobre o início da carreira

57 ANOS

VÍDEO: Prefeito prepara obras para serem entregues no dia da cidade em Santa Helena e convida população

MAIS UMA ESPECIALIDADE

VÍDEO: Clínica de Cajazeiras conta agora com médico especialista em doenças do intestino, reto e ânus

EPISÓDIO 14

VÍDEO: Coisas de Cajazeiras mostra trajetória do ex-prefeito Chico Rolim e fala de segurança no trabalho