header top bar

section content

Atacante faz gol, xinga a própria torcida e acaba expulso no Campeonato Paraibano

Caaporã marcou o primeiro gol do Esporte de Patos na vitória por 2 a 0 sobre o Serrano-PB. Comemoração inusitada resultou em cartão vermelho imediato e vaias vindas das arquibancadas

Por GEPB

05/02/2019 às 08h35

Atacante do Esporte de Patos faz gol, faz gestos obscenos para a sua torcida e é expulso

Comemorar um gol que estava entalado na garganta muitas vezes provoca uma explosão de sentimentos nos jogadores que vivem esse momento. Ainda mais quando esse tento tira um peso enorme de uma equipe que está em crise. Mas nesse domingo, em partida válida pela quarta rodada do Campeonato Paraibano, um atacante passou dos limites. Foi na cidade de Patos, a 315km da capital João Pessoa, no Estádio José Cavalcanti. Na ocasião, Carlos Caaporã abriu o marcador para o Esporte de Patos, então lanterna do Grupo B do estadual, sobre o Serrano-PB, último colocado do Grupo A. O problema foi que na hora da comemoração, o camisa 11 perdeu a compostura e foi direto ao encontro dos torcedores do próprio time para xingar. O lance, obviamente, resultou em expulsão direta do atleta, que viu do vestiário o triunfo do Pato sobre o Lobo da Serra por 2 a 0.

A cena causou reações diversas da torcida do Esporte de Patos, que estava cobrando bastante do elenco, que ainda não havia vencido, nem sequer marcado um gol nesta edição do Campeonato Paraibano. De um lado, os torcedores aproveitaram a euforia do gol para também comemorar a expulsão do próprio atacante. Do outro, a parte mais incrédula não gostou nada da atitude do camisa 11, que também acabou prejudicando o time ao receber o cartão vermelho.

O técnico do Esporte de Patos, Washington Lobo, responsabilizou os torcedores do Nacional de Patos, o arquirrival do Pato, que, curiosamente, jogava no mesmo horário, fora de casa, contra o Atlético de Cajazeiras. De acordo com o comandante do Alvirrubro, a torcida do Canário do Sertão se infiltrou no Estádio José Cavalcanti para prejudicar o ambiente do seu elenco. Com isso, o seu atleta perdeu a cabeça, podendo ser punido pela atitude.

– Eu ainda não me reuni com a diretoria, mas existe uma rivalidade muito grande com o Nacional de Patos. E alguns torcedores do próprio Nacional estavam na arquibancada no jogo desse domingo, e estavam xingando bastante o nosso elenco.
E completou:

– Com isso, Caaporã, na inocência, acabou se exaltando e fazendo o que fez. Eu só espero que não se repita – disse Washington Lobo.

Apesar de confirmar que o jogador, um dos mais importantes do atual elenco, vai permanecer no Esporte, o treinador admitiu que Caaporã deve ser multado pela diretoria, já que essa atitude não pode passar em branco.

Mesmo com a cena para lá de inusitada, o Esporte de Patos encerrou o jejum e venceu a primeira partida no Campeonato Paraibano. O time subiu uma posição na tabela, saindo da lanterna e da zona do rebaixamento. No próximo domingo, o vai encerar o Nacional no clássico da cidade. A tendência é que os ânimos estejam aflorados para o encontro da maior rivalidade do município de Patos.

Fonte: GEPB - https://globoesporte.globo.com/pb/futebol/noticia/atacante-faz-gol-xinga-a-propria-torcida-e-acaba-expulso-no-campeonato-paraibano.ghtml

Recomendado para você pelo google

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Se reforma da Previdência não cortar privilégios, sociedade deve ‘gritar’ contra ela, diz padre

INFRAESTRUTURA

VÍDEO: Chuvas destroem ruas de Cajazeiras que não são pavimentadas e moradores cobram ação da Prefeitura

VETERANO DA MÚSICA

VÍDEO: Em Cajazeiras, cantor de renome nacional critica sertanejo universitário: “Virou uma baderna”

COBRA REAJUSTE DE 2018

VÍDEO: Sindicalista elogia Zé Aldemir por salário de professores, mas diz que felicidade é ‘entre aspas’