header top bar

section content

Manchester United e Barcelona têm disputa de gigantes na Champions

Times, que somam 8 títulos da Liga dos Campeões, chegam em situações opostas. United se recupera na temporada; Barça é quase campeão espanhol

Por R7

10/04/2019 às 08h49

Juan Mata (centro) e Lukaku (à dir.), participam de treino do Manchester United (Foto; EFE/ Nigel Roddis)

Manchester United e Barcelona, que conquistaram juntos oito títulos de Liga dos Campeões, duelarão nesta quarta-feira pela ida das quartas de final da atual edição, no estádio Old Trafford, no primeiro encontro desde a final em que se enfrentaram em 2011.

Situações diversas

Campeões em 1968, 1999 e 2008, os Diabos Vermelhos podem ser apontados como surpresa, apesar da tradição. A equipe, que esteve em crise nos últimos meses, sob o comando do português José Mourinho, demitido em dezembro, eliminou o badalado Paris Saint-Germain, já tendo o norueguês Ole Gunnar Solskjaer como técnico.

O Barça, que, além da conquista de oito anos atrás, também levou a melhor em 1992, 2006, 2009 e 2015, vem sendo apontado como um dos grandes favoritos ao título e está invicto na competição, tendo vencido cinco compromissos e empatado dois. Nas oitavas, a vítima ‘blaugrana’ foi o também francês Lyon.

O último encontro entre os dois protagonistas desta série de quartas de final foi em 2011, no mítico Estádio de Wembley, em Londres. O atual campeão espanhol venceu por 3 a 1, graças a gols de Pedro, Lionel Messi e David Villa. Wayne Rooney descontou pra o time inglês.

O duelo anterior havia sido em outra final, em 2009, realizada no Estádio Olímpico, em Roma, que também teve vitória do Barcelona por 2 a 0, graças a gols de Samuel Eto’o e Messi. A última vitória do United em ‘Champions’ foi em 2008, por 1 a 0, com Paul Scholes marcando, resultado que valeu vaga na decisão daquela temporada.

No Old Trafford, o time catalão nunca venceu, assim, como no Camp Nou, palco do jogo de volta, que acontecerá no dia 16, a equipe de Manchester nunca conseguiu ganhar. No total, em competições da Uefa, são 11 partidas, com quatro vitórias ‘blaugranas’, três dos Diabos Vermelhos, e mais três empates.

Desfalques

Para o jogo desta quarta-feira (10), o United segue com diversos problemas para que Solskjaer monte o time. O atacante chileno Alexis Sánchez, com lesão em um dos joelhos, está vetado, assim como o zagueiro marfinense Eric Bailly e o polivalente equatoriano Antonio Valencia.

Além disso, há preocupação quanto as condições do atacante inglês Marcus Rashford, que não encarou o Wolverhampton, pelo Campeonato Inglês, há uma semana, devido problema em um dos tornozelos. O volante sérvio Nemanja Matic e o meia espanhol Ander Herrera, que se recuperaram recentemente de lesão, também são dúvidas.

No jogo pela competição nacional, o setor de meio foi formado pelo francês Paul Pogba, titular absoluto, pelo escocês Scott McTominay e pelo brasileiro Fred. No ataque, o lateral-esquerdo português Diogo Dalot atuou improvisado, junto com o inglês Jesse Lingard e o belga Romelu Lukaku.

Quanto a defesa, há poucas incertezas, provavelmente, com os ingleses Ashley Young, Chris Smalling e Luke Shaw jogando junto com o sueco Victor Lindelöf. No gol, provavelmente, pode-se afirmar com exatidão que o dono da posição será o espanhol David de Gea.

Dúvida no Barça

O Barcelona tem uma lista infinitamente menor de dores de cabeça para o técnico espanhol Ernesto Valverde. O meia Rafinha, com grave lesão, é o único desfalque certo, mas, já esperado. A dúvida é quanto a utilização do atacante francês Ousmane Dembélé, que vem sofrendo por lesão muscular na perna esquerda.

O camisa 11 não atua desde o dia 9 de março, quando se lesionou na vitória sobre o Rayo Vallecano, pelo Campeonato Espanhol. Com isso, Philippe Coutinho vem sendo utilizado habitualmente no setor ofensivo, junto com Messi e o uruguaio Luis Suárez.

Em Old Trafford, no entanto, o brasileiro, que vem sendo contestado por torcida e imprensa, poderá dar lugar ao chileno Arturo Vidal, o que implicaria uma formação com quatro meias, que teria também o espanhol Sergio Busquets, o croata Ivan Rakitic eo brasileiro Arthur.

Na defesa, que vem tendo cativos o goleiro alemão Marc-Andre Ter Stegen, os espanhóis Gérard Piqué e Jordi Alba, além do francês Clément Lenglet, a dúvida é na lateral-direito, entre o espanhol Sergi Roberto e o português Nélson Semedo, que está pendurado.

Fonte: R7 - https://esportes.r7.com/futebol/manchester-united-e-barcelona-tem-disputa-de-gigantes-na-champions-10042019

Recomendado para você pelo google

SAÚDE

VÍDEO: Xeque Mate fala sobre a obesidade e médica endocrinologista tira dúvidas sobre a doença; Veja!

SEMANA SANTA PARA OS EVANGÉLICOS

VÍDEO: Pastor fala sobre significado da Páscoa para os protestantes: “É o sacrifício e a libertação”

ASSISTA E SE DIVIRTA!

É TIRO: Nova pegadinha de humorista Sousense causa pânico na população e muita correria. Veja!

VIRALIZOU NA WEB

Vídeo de jovem que se feriu ao pular de sangria de barragem no Sertão vai parar em página de humor