header top bar

section content

Após estresse com negociação, Jacaré diz que só luta pelo cinturão

Peso-médio brasileiro admite que não queria enfrentar desconhecido Jack Hermansson e respeita adversário sueco, mas promete bater 10º do ranking no sábado

Por Sportv

26/04/2019 às 08h35

Ronaldo Jacaré posa no hotel que recebe os lutadores do UFC Ft. Lauderdale: capixaba está animado para luta de sábado (Foto: Adriano Albuquerque)

Foram meses de incerteza para Ronaldo Jacaré desde sua vitória sobre Chris Weidman em novembro passado. O brasileiro descartou uma luta contra Israel Adesanya em janeiro por não ter tempo para se preparar; depois, entrou no lugar de Paulo Borrachinha para enfrentar Yoel Romero no UFC Fort Lauderdale do próximo sábado. Uma pneumonia tirou Romero de ação, e Borrachinha voltou ao páreo, mas voltou atrás.

– Essa negociação foi bastante estressante para mim. A princípio iria lutar com Romero, estava bastante empolgado, gosto de revanche, é um cara duro, número 1 do ranking. Quando fiquei sabendo que ele teve pneumonia foi complicado… “Caramba!” Um tempo depois me ofereceram o Borrachinha: “Borrachinha aceitou, vai lutar com você, você quer?” Eu não estava muito afim de aceitar a luta, mas falei com Gilberto (Faria, seu empresário): “É um cara duro, novo, vem de boas vitórias, está em alta no UFC, então eu aceito”. Um tempo depois, ele mudou de ideia. Ele tinha quatro semanas completas para treinar, novo do jeito que ele é acho que perderia o peso fácil… Mas ele foi inteligente, não é uma boa me pegar assim com quatro semanas. O único louco e burro dessa história sou eu, que pego essas loucuras – contou Jacaré ao Combate.

O peso-médio brasileiro, quarto colocado do ranking, admitiu que não queria aceitar o eventual substituto de Romero, o sueco Jack Hermansson, décimo lugar no ranking, mas ainda desconhecido da maior parte do público. Ele só topou o confronto com três semanas de antecedência por causa de uma promessa da direção do Ultimate.

– Eu não ia aceitar de jeito nenhum mesmo, foram dez dias de negociação, todo mundo colocando muita pressão, até que o Dana White, Mick Maynard e UFC prometeram que, se eu vencesse essa luta, lutaria pelo cinturão. É um acordo que nós temos e espero que eles cumpram com esse acordo. Eu estou cumprindo com o meu, estou aqui pronto para lutar, bater o peso e chegar lá e fazer uma grande apresentação.

Jacaré, porém, já esteve nesta posição, assim como muitos outros lutadores, e sabe que as promessas de disputa de cinturão nem sempre são cumpridas. Apesar disso, o capixaba se diz pronto para forçar a mão do UFC.

– Não tem essa possibilidade de me “entubar” mais um adversário, pelo motivo de que eu não vou aceitar. Não tenho problema em esperar, já lutei tantas vezes seguidas uma da outra, por que não posso esperar? Vejo gente nova aí que em 2018 só lutou uma vez e está em alta e vai lutar com o número 1… Muitas pessoas falam sobre a minha idade, mas em 2018 fiz três lutas e ganhei três bônus, e agora estou lutando novamente e estou bem saudável, isso é só um número. Tem gente que está mais nova, mas é mais velho que eu – analisa.

Para isso, Ronaldo Jacaré precisa cumprir sua parte do acordo e vencer Hermansson. O sueco não é famoso, mas o ex-campeão do Strikeforce sabe que ele é um obstáculo grande à sua frente.

– O Jack é muito duro, é um adversário duríssimo. Ele pode me trazer problemas. Dentro do octógono, quando fecha a grade, é complicado. Ele é um cara que tem um jiu-jítsu muito bom, respeito o jiu-jítsu dele, é um cara que vem de boas vitorias no UFC, tem uma queda boa, surpreendeu alguns adversários, então estou bastante ligado. Ele pode me trazer problemas, mas estou pronto – analisa.

– Encaro esse combate como um combate decisivo. Estou respeitando, mas vou chegar lá e, quando começar a luta, ele não vai aguentar. Vou bater nele, ele vai apanhar, e vou voltar para casa e tirar umas férias num lugar bem legal com a minha família. Estou chique, talvez até compre um carro que eu goste (risos). Vou bater nesse cara e vou esperar.

Serviço do UFC Fort Lauderdale
Neste sábado, a partir de 18h30 (de Brasília), o Combate traz a transmissão ao vivo de todo o evento, enquanto o Combate.com exibe as duas primeiras lutas em vídeo ao vivo e acompanha todo o evento em Tempo Real. Na sexta-feira, o Combate.com exibe a pesagem matinal do evento, a partir de 9h45 (de Brasília). O Combate e o Combate.com exibem a pesagem cerimonial, com o show de encaradas, também na sexta-feira, a partir de 16h45 (de Brasília).

Fonte: Sportv - https://sportv.globo.com/site/combate/noticia/apos-estresse-com-negociacao-jacare-diz-que-so-aceita-luta-pelo-cinturao-apos-ufc-ft-lauderdale.ghtml

Recomendado para você pelo google

EM SOUSA

Radialista revela que “vítima da mão pesada e dos chutes do prefeito Tyrone” disputará eleições em 2020

VÍDEO

Comandante do Corpo de Bombeiros aponta possíveis causas do incêndio no lixão de Cajazeiras

SAÚDE

VÍDEO: Programa Xeque Mate fala sobre a saúde de Cajazeiras e recebe popular e diretoras do HUJB e HRC

REFORMA AGRÁRIA

VÍDEO: Coordenadora da CPT Sertão afirma que terras são um direito dos camponeses e não do agronegócio