header top bar

section content

Cristiano Ronaldo paga o pato por ser quase sempre genial: “Já não surpreende ninguém”

Assistir aos três gols do craque que decretaram vitória de Portugal sobre a Suíça não passa de mais um dia na rotina dos companheiros de seleção. "Estamos habituados há tanto tempo", diz Bernardo Silva

Por Globo Esporte

06/06/2019 às 08h44 • atualizado em 06/06/2019 às 09h04

Cristiano Ronaldo, de Portugal, comemora um dos gols marcados contra a Suíça (Foto: REUTERS/Susana Vera)

Semifinal de uma competição que envolve seleções do continente inteiro. Jogo único, ou seja, quem vencer vai à final. O rapaz abre o placar numa cobrança de falta precisa, um tiro seco no canto do goleiro. Valente, o adversário empata. E o jogo se arrasta de forma equilibrada e tensa até os últimos minutos. Eis que o mesmo cidadão que abriu o placar faz o segundo, dessa vez finalizando de primeira um passe para dentro da área; e o terceiro logo em seguida, colocando o zagueiro para dançar e acertando um chute inapelável. Seria um enredo de herói, com o risco de soar pela eternidade, não fosse só mais um dia na vida de Cristiano Ronaldo.

Tratando-se do craque da Juventus, estamos falando de uma rotina. Vê-lo marcando três ou mais gols assim é algo tão normal que não causa mais espanto – esse foi o 53º hat-trick da carreira do gajo, o sétimo só a serviço de Portugal. Que o digam seus companheiros de seleção.

“Já estamos habituados há tanto tempo que já não surpreende ninguém. Marcou três gols, nada de novo para ele. Faz a diferença com regularidade”, declarou Bernardo Silva, o camisa 10, depois da partida.

Fernando Santos talvez seja o único com alguma coisa boa para acrescentar. Afinal, ele era o treinador do Sporting quando Cristiano Ronaldo ainda era um garoto franzino por volta de 2003, 2004. Naquela época, sim, ele diz que que os feitos do gajo o intrigaram. E o que veio depois é história.

– Isso vem desde 2004. Quando digo que sempre teve talento parece que é proibido dizer, mas é verdade. A mim não surpreende nada, mas surpreendeu-me quando tinha 18 anos e o treinei no Sporting. Sabia que ia chegar lá – afirmou o treinador.

O curioso é que essa foi a quinta partida de Portugal na Liga das Nações. As outras quatro foram pela fase de grupos, que não contou com Cristiano Ronaldo. O craque só voltou a ser convocado depois da Copa do Mundo na Data Fifa de março deste ano, quando a seleção portuguesa foi a campo pelas Eliminatórias da Eurocopa. Ou seja, o atacante fez nesta quarta-feira sua primeira partida pela recém-criada competição. E logo com três gols.

Quem também fez sua estreia foi João Félix, mas na seleção como um todo. O atacante de 19 anos do Benfica entrou em campo pela primeira vez com o time principal de Portugal, já que, em março, quando foi relacionado para a partida contra a Ucrânia, não saiu do banco. Apesar da falta de experiência, o discurso é afinado – ao menos no que diz respeito a Cristiano Ronaldo:

– Hoje é mais um dia complicado para quem não gosta dele.

Fonte: Globo Esporte - https://globoesporte.globo.com/futebol/liga-das-nacoes/noticia/cristiano-ronaldo-paga-o-pato-por-ser-quase-sempre-genial-ja-nao-surpreende-ninguem.ghtml

Recomendado para você pelo google

VÍDEO!

IMPRESSIONANTE: Jovem sertanejo adota dois sapos e os cria como animais de estimação em Patos

ARRAIÁ DO IZIDRÃO

É SÃO JOÃO: Escola João Izidro de Sousa dá inicio aos festejos juninos na cidade de Cachoeira dos Índios

DESPEDIDA

VÍDEO: Chorando, filha de Raimundo Ferreira conta como foram últimos dias do pai antes de morrer

CULTURA

VÍDEO E FOTOS: Jovens e adolescentes de Monte Horebe realizam apresentações culturais no Teatro Ica