header top bar

section content

Torneio Pré-Olímpico: Seleção Brasileira pronta para o Uruguai

Comissão técnica usou o pouco tempo disponível para treinos - o intervalo entre jogos nesta fase final é de apenas dois dias - para fazer ajustes táticos

Por CBF

06/02/2020 às 08h18

Treino da Seleção Olímpica em Bucaramanga, Colômbia. Lucas Figueiredo/CBF (Créditos: Lucas Figueiredo/CBF)

A Seleção Olímpica treinou na manhã desta quarta-feira (5) na Universidade Industrial Santander, em Bucaramanga. Sob sol forte, por cerca de uma hora, o técnico André Jardine comandou o único trabalho de campo com o grupo completo antes de enfrentar o Uruguai nesta quinta-feira (6), pelo segundo jogo do quadrangular final do Torneio Pré-Olímpico.

Apenas o lateral-direito Dodô não participou da atividade. Ele ficou no hotel dando sequência ao tratamento das dores no tornozelo esquerdo, após pancada sofrida ainda no primeiro tempo do duelo contra a Colômbia. Jardine então treinou a equipe titular com Guga no lugar do camisa 20 e manteve o time que iniciou o primeiro jogo da fase final.

O Brasil deve ir a campo com: Ivan, Guga, Nino, Bruno Fuchs e Iago; Matheus Henrique, Bruno Guimarães e Pedrinho; Paulinho, Antony e Matheus Cunha.

A Seleção Olímpica treinou na manhã desta quarta-feira (5) na Universidade Industrial Santander, em Bucaramanga. Sob sol forte, por cerca de uma hora, o técnico André Jardine comandou o único trabalho de campo com o grupo completo antes de enfrentar o Uruguai nesta quinta-feira (6), pelo segundo jogo do quadrangular final do Torneio Pré-Olímpico.

Apenas o lateral-direito Dodô não participou da atividade. Ele ficou no hotel dando sequência ao tratamento das dores no tornozelo esquerdo, após pancada sofrida ainda no primeiro tempo do duelo contra a Colômbia. Jardine então treinou a equipe titular com Guga no lugar do camisa 20 e manteve o time que iniciou o primeiro jogo da fase final.

O Brasil deve ir a campo com: Ivan, Guga, Nino, Bruno Fuchs e Iago; Matheus Henrique, Bruno Guimarães e Pedrinho; Paulinho, Antony e Matheus Cunha.

A comissão técnica usou o pouco tempo disponível para treinos – o intervalo entre jogos nesta fase final é de apenas dois dias – para fazer ajustes táticos e acertar movimentos defensivos e ofensivos para a partida contra os uruguaios.

– A identidade de time não se modifica. O Brasil é treinado para atacar de uma maneira consciente e organizada. O que há são variantes de adversários para adversários que a gente pode usar, uma movimentação ou um posicionamento de acordo com o adversário – reforçou André Jardine, que confirmou o meio campo Matheus Henrique como capitão.

A comissão técnica usou o pouco tempo disponível para treinos – o intervalo entre jogos nesta fase final é de apenas dois dias – para fazer ajustes táticos e acertar movimentos defensivos e ofensivos para a partida contra os uruguaios.

– A identidade de time não se modifica. O Brasil é treinado para atacar de uma maneira consciente e organizada. O que há são variantes de adversários para adversários que a gente pode usar, uma movimentação ou um posicionamento de acordo com o adversário – reforçou André Jardine, que confirmou o meio campo Matheus Henrique como capitão.

Na primeira fase, em Pereira, o Brasil venceu a Celeste por 3 a 1. Agora, contudo, a Seleção disputa uma “nova competição”. É tudo ou nada para os dois lados, como explicou o artilheiro brasileiro Matheus Cunha:

– Do mesmo jeito que é bom para a gente (já ter enfrentado o Uruguai), eles sabem o que precisam neutralizar, o que têm que melhorar para poder jogar melhor contra a gente. Acredito que também sabemos o que erramos, acertamos. Vamos continuar usando nossos pontos fortes. Eles têm que estar mais preparados, como ganhamos, estamos, entre aspas, um passo à frente. Mas isso não muda nada. É outro jogo, outra fase, temos que estar atentos como no primeiro jogo.

Em caso de vitória, o Brasil chegará aos quatro pontos no quadrangular. Argentina e Colômbia se enfrentam logo em seguida. Se os argentinos vencerem, somarão seis pontos. E a Seleção Brasileira jogará pelo empate contra os argentinos na última rodada para garantir a classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Se vencer, sagra-se campeão do Torneio Pré-Olímpico.

Brasil e Uruguai entram em campo às 20h (horário de Brasília), no Estádio Alfonso López, em Bucaramanga, na Colômbia. O jogo será transmitido pelo canal SporTV. A arbitragem será do Paraguai: Eber Aquino no apito e Juan Zorrila e Dario Gaona como assistentes.

Recomendado para você pelo google

INDEFINIÇÃO

VÍDEO: Professor não será candidato a prefeito de Itaporanga, e oposição busca outros nomes em reunião

'AMIGO DA TV'

VÍDEO: Padre e frei se emocionam com homenagem entregue pela TV Diário do Sertão no Retiro de Pombal

EXAME NEGATIVO

VÍDEO: Secretário de Saúde tranquiliza população após suspeita de coronavírus ser descartada na Paraíba

PARA PREFEITO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Marcos Barros diz que apoia candidatura de Marquinhos Campos, mas espera aval do governador

Conteúdo Protegido!