header top bar

section content

Uefa afirma que Eurocopa pode ter diminuição de cidades-sede

Ceferin diz que três cidades estão problemas para receber competição

Por Agência Brasil

18/05/2020 às 09h56

A próxima Eurocopa será uma edição festiva da competição (Foto: Reuters / Octav Ganea)

A pandemia do novo coronavírus (covid-19) pode fazer com a que a próxima edição da Eurocopa, remarcada para o período de 11 de junho a 11 de julho de 2021, aconteça com menos sedes do que o previsto inicialmente, é o que afirma o presidente da Uefa (entidade máxima do futebol europeu), o esloveno Aleksander Ceferin.

“A ideia é permanecer nas mesmas cidades. Tivemos conversas com nove cidades e está tudo pronto. Com três cidades, temos alguns problemas. Então, discutiremos mais e, a princípio, faremos isso em 12 cidades. Mas, se não [for possível], estamos prontos a fazê-lo em 10, nove ou oito [cidades-sede]”, declarou o dirigente da Uefa.

A próxima Eurocopa será uma edição festiva da competição. Ela celebra os 60 anos do torneio, e estava programada para acontecer, em 2020, em 12 sedes diferentes no território do Velho Continente.

Em razão da pandemia do novo coronavírus, no início de março a Uefa emitiu um comunicado adiando a 16ª edição da Eurocopa para o período de 11 de junho a 11 de julho de 2021.

AUMENTO DA DOENÇA

CORONAVÍRUS: Em 26 dias, casos confirmados crescem 140% em Sousa comparados com Cajazeiras

VEJA A LISTA DE BAIRROS

VÍDEO: Cajazeiras soma 63 casos de Covid-19; Centro e bairro São Francisco lideram em número de casos

ISOLAMENTO SOCIAL

VÍDEO: Secretaria de Educação de Santa Terezinha-PB inova com aulas no YouTube e em programa de rádio

"TIVE VERGONHA ALHEIA"

VÍDEO: “País está entregue a um bando de aloprados”, diz jornalista sobre vídeo de reunião ministerial

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!