header top bar

section content

Presidente da FPF defende afastamento de presidente da CBF após denúncias de assédio sexual e pede rigor

A paraibana Michelle Ramalho concordou com o afastamento, mas manteve uma postura de esperar o desenrolar dos fatos

Por José Dias Neto

07/06/2021 às 18h30

Michelle Ramalho e Cabloco. Foto: Reprodução / FPF

A presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Michelle Ramalho se pronunciou nesta segunda-feira (07) sobre a crise que toma conta da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que resultou no afastamento do presidente Rogério Caboclo pelos próximos 30 dias – para que ele se defenda das denúncias de assédio sexual contra uma funcionária.

A paraibana concordou com o afastamento, mas manteve uma postura de esperar o desenrolar dos fatos.

Michelle é a única mulher a comandar uma federação de futebol no país.

‘’Eu vejo essa situação com muita preocupação, seja em razão das denúncias contra ao presidente, quanto ao próprio momento que passamos no futebol brasileiro – disse a presidente da FPF em entrevista ao Globo Esporte.

DIÁRIO ESPORTIVO

'DEUS TÁ NA FRENTE'

VÍDEO: Dra. Paula pede orações após Zé Aldemir ser transferido para hospital Sírio Libanês em São Paulo

BAIXOU O NÍVEL

VÍDEO: Durante sessão da Câmara, vereador manda colega ‘enfiar a língua naquele canto’, em cidade da PB

PRESENTE MELHOR NÃO HÁ

VÍDEO EMOCIONANTE: Jovem da região de Cajazeiras que estava intubada em hospital de João Pessoa, acorda um dia antes do aniversário

DISCORDÂNCIA

VÍDEO: Vereador de Ipaumirim relata mudanças em PL que trata sobre alienação de prédios públicos

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!